Elaine Cruz

Elaine Cruz é psicóloga clínica e escolar, com especialização em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade. É mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense, professora universitária e possui vários trabalhos publicados e apresentados em congressos no Brasil e no exterior. Atua como terapeuta há mais de trinta anos e é conferencista internacional. É mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA) e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Como escritora recebeu o 'Prêmio ABEC de Melhor Autora Nacional' e é autora dos livros “Sócios, Amigos e Amados”, “Amor e Disciplina para criar filhos felizes” e o mais recente, "Equilíbrio Emocional", todos títulos da CPAD.

O controverso Dia dos Namorados 

O comércio sempre lucra, e muito, com o chamado Dia dos Namorados. Afinal, se há um dia para celebrar o namoro, flores, jantares, jóias e presentes serão sempre esperados.

Infelizmente, para grande parte da humanidade, especialmente para as mulheres, que tendem a ser mais românticas, este é um dia controverso. Há as que não têm namorado, as que já tiveram e hoje não têm mais, e as casadas que já deixaram de namorar ao longo dos anos de vida conjugal. E esta complexidade acaba gerando muitas insatisfações, além de um sentimento de inadequabilidade, como se ter um homem para chamar de meu fosse a razão da felicidade de uma mulher. 

Para as que não estão namorando, é sempre bom lembrar que ter ou não um namorado é mais uma consequência de oportunidades de bons encontros, do que simplesmente uma opção ou escolha. Afinal, ser solteira não é resultado de incompetência, e pode ser, inclusive, um grande ato de inteligência. Há muitas mulheres inteligentes, simpáticas, bonitas e atraentes, que não encontraram o homem que procuram para conjugar a vida – não porque são desafortunadas ou demasiadamente exigentes, mas simplesmente porque não é fácil encontrar um bom marido!

Por muito tempo as mulheres se casavam com o primeiro que aparecesse, temendo ficarem para serem as “titias”. Até hoje muitas fazem esta escolha equivocada, acreditando que é melhor estar mal casada do que permanecer solteira, o que é um grande engano. Conjugar a vida com um homem infiel, irresponsável, imaturo e com mau caráter é um fardo pesadíssimo, que gera um rombo enorme na alma – sem falar no sentimento cotidiano de impotência, remorso e de arrependimento, com o pensamento constante de pensar O que eu fiz da minha vida

Portanto, se você vai passar o Dia dos Namorados sem namorado, não se permita ser acusada de solteirona, coitada ou carente. Você não está em desvantagem, e não precisa sair à cata de um pretendente para se sentir adequada socialmente. Você já está inteira, já pode ser feliz e se sentir completa, mesmo que partilhe sua vida com você, e com familiares e amigos. Bons jantares, viagens e presentes não estão circunscritos a um estado civil. E beijos, abraços e sexo só serão importantes quando condicionados a uma relação legítima, compromissada, feliz e abençoada por Deus! 

Se você está namorando ou noiva, mas está infeliz, mesmo que esteja ao lado de um homem, pergunte-se se você ainda tem namorado?! Não se permita permanecer em uma relação pautada pela infidelidade, descompromisso e desrespeito.Não permaneça namorando quem não a merece, ou a menospreza perante Deus e sua família, como se você não pudesse seguir com sua vida sozinha. Não acredite na falácia de que ninguém a quer ou a vai assumir socialmente: Deus a ama, e os planos dele para você, sozinha ou casada, sempre serão de plenitude emocional e espiritual. Não queira menos do que você pode e merece possuir!

Se você tem namorado, aproveite a data para reafirmar os planos futuros, elaborar um calendário de compromissos diante de Deus, e orar junto com seu futuro marido pelo casamento a ser planejado. Tenha um namoro com propósito, não brinque com seus sentimentos e não negligencie seus afetos. Afinal, todos os seus sonhos e projetos quanto à sua vida sentimental devem ser prioritários e submetidos a Deus!

Se você é casada e tem negligenciado o namoro no seu casamento, o Dia dos Namorados pode ser a data propícia para um jantar à luz de velas, para inaugurar uma camisola nova, e investir em uma noite de sexo inesquecível. Aproveite o seu marido, o homem da sua vida, e renove seus votos de afeto. E lembre-se de que o melhor do casamento é a oportunidade de poder namorar todos os dias, abraçando no meio das madrugadas frias, recebendo massagem nos pés a noite, fazendo cafuné para iniciar um novo dia, ou dormindo de conchinha nos momentos difíceis da vida.

Independente de seu estado civil, namore a vida todos os dias, encontre a completude nas coisas simples do seu cotidiano, e entregue-se ao amor genuíno de Deus!

elaine

Elaine Cruz 

*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

A Dor da Ingratidão

Escrito por Elaine Cruz
A Dor da Ingratidão

Ingratidão dói. E dói porque reflete a não reciprocidade de afetos envolvidos, que em um p...

Patriotismo

Escrito por Elaine Cruz
Patriotismo

O último dia sete de setembro, em todo o Brasil, ficou marcado pelo patriotismo. Nosso paí...

Uma vasilha de azeite

Escrito por Elaine Cruz
Uma vasilha de azeite

Eu sou casada com filho de portugueses, que coloca azeite em pães, saladas e diversos assa...

Liberdade para escolher marido!

Escrito por Elaine Cruz
Liberdade para escolher marido!

Todos estamos acompanhando, estupefatos e tristes, a tomada do poder do regime extremista...

O Afeganistão e as muitas conversõe...

Escrito por Elaine Cruz
O Afeganistão e as muitas conversões da vida

Nos últimos dias acordamos com as notícias, em diferentes meios sociais, sobre a volta ao...

Estradas

Escrito por Elaine Cruz
Estradas

Eu gosto muito de dirigir. Tirar a carteira de motorista foi meu presente de dezoito anos,...

O que levamos da vida?

Escrito por Elaine Cruz
O que levamos da vida?

Minha mãe faleceu há pouco mais de um mês. São muitas as questões legais e burocráticas qu...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2021 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.