Elaine Cruz

Elaine Cruz é psicóloga clínica e escolar, com especialização em Terapia Familiar, Dificuldades de Aprendizagem e Psicomotricidade. É mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense, professora universitária e possui vários trabalhos publicados e apresentados em congressos no Brasil e no exterior. Atua como terapeuta há mais de trinta anos e é conferencista internacional. É mestre em Teologia pelo Bethel Bible College (EUA) e membro da Academia Evangélica de Letras do Brasil. Como escritora recebeu o 'Prêmio ABEC de Melhor Autora Nacional' e é autora dos livros “Sócios, Amigos e Amados”, “Amor e Disciplina para criar filhos felizes” e o mais recente, "Equilíbrio Emocional", todos títulos da CPAD.

Falem bem ou mal, mas falem de mim!?

A Bíblia traz uma série de provérbios interessantes para diversas áreas da nossa vida, como: "Assim como a água reflete o rosto, o coração reflete quem somos nós.” (Provérbios 27.19); "O bom nome é melhor do que um perfume finíssimo, e o dia da morte é melhor do que o dia do nascimento. (Eclesiastes 7.1).

"A tristeza é melhor do que o riso, porque o rosto triste melhora o coração." (Eclesiastes 7.3); "A soberba precede a ruína" (Provérbios 16.18); "A resposta calma desvia a fúria, mas a palavra ríspida desperta a ira. (Provérbios 15.1); "Retira o pé da casa do teu próximo, para que se não enfade de ti e te aborreça.” (Provérbios 25.17).

Por outro lado, mesmo não estando escritas na Bíblia, há muitas frases que são repetidas ao longo de gerações, que nos fazem pensar, como: "Deus ajuda quem cedo madruga", "quem canta seus males espanta”, “Quem nunca comeu melado, quando come se lambuza”, ou “Dize-me com quem andas que eu te direi quem és”.

Infelizmente, há algumas outras que todos já ouvimos, mas que deformam a verdade e a retidão de caráter, como: "O importante é levar vantagem em tudo”, “Tudo vale a pena se a alma não é pequena”, “Se acontecer é porque estava escrito nas estrelas”, ou a atual “O universo sempre tem razão”.

Na minha infância era comum eu ouvir as pessoas dizerem umas às outras: "Falem bem ou falem mal, mas falem de mim”. Esta frase, geralmente associada ao produtor Henry B. King, remete a uma opinião do escritor britânico Oscar Wilde, que escreveu sobre o fato de que “a única coisa pior do que falarem de você é não falarem de você”. E ambas, dentre outras, são frases que permeiam e direcionam muitas campanhas publicitárias, que insistem no fato de que uma marca deve ser lembrada, seja por ser boa, ou até mesmo por ser ruim.

É assustador como a ideia de que precisamos ser vistos, lembrados e evidenciados vem crescendo no meio social. Pessoas desempenham atitudes vergonhosas nas redes sociais para angariar mais seguidores. Outras mostram seus corpos, e expõem seus filhos e suas famílias para receberem mais curtidas. E ainda há aquelas que ensinam práticas que levam à anorexia e ao suicídio, por exemplo, com o grande intuito de serem conhecidas, mesmo que seja como mestres para apontar o caminho do mal.

Há pouco tempo, na cidade de Baton Rouge, na Louisiana, um homem matou a facadas uma mulher enquanto fazia uma transmissão ao vivo em suas redes sociais. Há poucos dias, na cidade de Buffalo, no estado de Nova York, também nos Estados Unidos, um rapaz de 18 anos, entrou fortemente armado em um supermercado e matou dez pessoas – ele tinha equipamento tático e estava com uma câmera que transmitia ao vivo o que ele estava fazendo. E isto sem falar da quantidade de pessoas que cometem suicídio pré agendados em frente às câmeras!

É assustador imaginar o comportamento de uma pessoa que planeja homicídios, e até mesmo suicídio, com a intenção de ser visto e obter notoriedade. O indivíduo planeja o mal que vai praticar, tem consciência que de falarão mal dele, mas ainda assim prefere o “falem mal, mas falem de mim”. Adere ao conceito errôneo do ditado em questão, enganando a si mesmo, e colhendo como consequência a morte eterna!

A maldade humana corrompe o caráter, o pecado cega a boa consciência, a busca de fama corrompe a sensatez. Assim sendo, apeguemo-nos com firmeza às verdades bíblicas, ensinando-as às gerações posteriores à nossa, para que não sofram ainda mais com as consequências do triste e pecador mundo em que vivemos!

elaine

Elaine Cruz 

*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

Fazendo acordos

Escrito por Elaine Cruz
Fazendo acordos

Não há como conviver sem regras. Temos nossas regras e acordos internos, e conviver com co...

"Cuidado olho, boca, mão e pé”...

Escrito por Elaine Cruz
"Cuidado olho, boca, mão e pé” 

Quando penso na infância, e no cuidado que preciso ter com a minha vida, algumas palavras...

A busca do que é correto 

Escrito por Elaine Cruz
A busca do que é correto 

Muitos de nós fomos criados por pais que, no momento de disciplinar, diziam que nos discip...

Oferecendo a outra face

Escrito por Elaine Cruz
Oferecendo a outra face

No decorrer do ministério de Jesus, bem como ao longo dos séculos, os judeus se questionam...

Cada coração conhece a sua própria...

Escrito por Elaine Cruz
Cada coração conhece a sua própria amargura

Nós temos uma estrutura emocional que contempla as mesmas emoções. Todos vivenciamos trist...

Cabelos femininos

Escrito por Elaine Cruz
Cabelos femininos

Os cabelos emolduram o rosto. São ornamentos preciosos para a beleza feminina, e motivo de...

Falem bem ou mal, mas falem de mim!...

Escrito por Elaine Cruz
Falem bem ou mal, mas falem de mim!?

A Bíblia traz uma série de provérbios interessantes para diversas áreas da nossa vida, com...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2022 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.