Judite Maria da Silva Alves

Professora e terapeuta familiar; casada com o Pr.Ailton José Alves (presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco); mãe de três filhos (casados), e avó de quatro netos. Apresenta diariamente, há mais de dez anos, o programa “A mulher e seus desafios” pela Rede Brasil de Comunicação. Lidera o trabalho de Círculo de Oração em todo o estado de Pernambuco e coordena as atividades sociais da IEADPE, que mantém oito Centros de Desenvolvimento Integral Vida em várias comunidades carentes na Região Metropolitana do Recife, onde são atendidas mais de 4 mil crianças.

Isolamento social: Deus nos chama para o lar

Que dias os nossos! Alguns em pânico, outros alimentando a ansiedade e – que tristeza! – há até quem cultive sentimentos suicidas. Um inimigo invisível se espalhou pelo mundo, trazendo essa pandemia do covid19; todos foram surpreendidos.

As emoções de muitos estão abaladas, há muitos desesperados. Consultórios estão fechados, o paciente tem medo de ser contaminado pelo médico e o médico pelo paciente; é perceptível o clima de insegurança e de instabilidade emocional que estamos vivendo.

Esse desespero levou alguns a uma compulsão por comprar e estocar alimentos, desenvolver a mania de limpeza exagerada, outros param no tempo e no espaço, descuidam-se, desanimam-se, e já não encontram sentido para seguir adiante, soterrando-se em profunda depressão. Meu Deus! - digo em minhas orações - o que queres de nós? Por que a primeira medida contra o coronavírus foi a de nos isolarmos socialmente?

No Salmo 25, Davi diz ao Senhor: “Mostra-me, Senhor, os teus caminhos, ensina-me as tuas veredas; guia-me com a tua verdade e ensina-me, pois tu és Deus, meu Salvador, e a minha esperança está em ti todo tempo” (Sl 25.4-5). Davi, o homem segundo o coração de Deus, teve sucesso em sua vida, apesar dos embates, traições. E mesmo muitas vezes sendo castigado por Deus, nem assim perdia o foco. Ele podia dizer: “Minha confiança, minha esperança está em ti o tempo todo.” O propósito de Deus é nos levar para mais perto dele, estarmos ligados nele e crermos que estamos e somos protegidos por ele. Davi disse: “a minha confiança está no nome do Senhor” (Salmo 145). Outra vez ele afirmou: “Mas eu, quando estiver com medo, confiarei em ti” (Sl 56.3).

O desespero e a ansiedade levam você a sentir que tudo depende de você e que não existe ninguém que o possa ajudar. São esses pensamentos que o levam ao sofrimento. Mas, reflita no que Jesus disse: “Basta a cada dia seu mal” (Mt 6.34). Descanse e busque em Deus o consolo que só Ele pode dar. Uma amiga, dia desses, expôs para mim seus medos, suas dificuldades em relação ao momento que estamos vivendo. Ela já perdeu bastante peso, está cumprindo a quarentena, mas diz não ter motivação para estar em casa. Cuidar dos filhos e do marido o dia inteiro lhe traz sofrimento e perda de ânimo e, muitas vezes, o estar juntos se transforma em discussão, intolerância, gerando estresse. O final de sua conversa foi: “O que fazer? Como esperar?”. O conselho que dei para minha amiga eu passo agora para você:

Pergunte ao Senhor o que Ele quer lhe ensinar neste momento;
Busque fazer dos seus momentos em família, momentos de prazer: converse,conte suas próprias histórias para seus filhos e marido e eles contarão as deles;
Tenha paciência consigo mesma, com seu cônjuge e com seus filhos. Pense:quantas desejam estar em família como você e não podem!
Faça o culto doméstico; tenha um momento de devoção diária em família e Individualmente;
Não trabalhe só; sua família pode ser sua equipe de trabalho;
Pratique a gentileza com a família: relembre o básico que hoje muitas famílias têm esquecido: bom dia, desculpa/perdão, com licença, obrigada, por favor. Ser gentil, ser amável são habilidades que aprendemos em casa;
Agradeça a Deus porque sua família está com você;
Enfim, permita que o momento lhe leve a ser uma ponte. Muitas de nós desaprenderam ou perderam o costume de estar em casa com toda família reunida, durante as vinte e quatro horas diárias. Para muitas, esse tempo é uma eternidade. Claro, nos dias de hoje, a rotina cansa. Para estes dias, nós devemos ser como pontes. A ponte une um lado ao outro, o muro separa coisas e pessoas. Quando nos fechamos, somos como um muro. Quando nos relacionamos, somos como uma ponte.

Quem faz o papel de ponte na família, faz de sua casa um lar; quem faz o papel de muro, faz de sua casa um lugar infeliz, ela é apenas uma casa, uma fria construção. Oremos juntas, dizendo ao Senhor: 

Pai Celeste, que Tua luz possa sempre brilhar em mim a fim de que eu venha a agradar-Te em tudo. Assim Tu concederás o que meu coração deseja e frutificarei para Ti. Dá-me fé para crer que Tu te revelas no escondido, dentro das paredes da minha casa. Eu sei que Tu te revelarás a mim e eu verei a Ti quando olhar para a face dos que Tu me deste para cuidar. Faz-me ouvir Tua voz me chamando para aquele lugar oculto, o lugar onde está minha família está. Em Teu nome, amém!

Que o Senhor abençoe você e sua família!

 Judite Alves

*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

A Criação nos inspira, as Escritura...

Escrito por Judite Alves
A Criação nos inspira, as Escrituras nos ensinam!

C.S Lewis escrevendo sobre o Salmo 19, disse: “considero este salmo o maior poema do salté...

Por que elaborar o Luto?

Escrito por Judite Alves
Por que elaborar o Luto?

Talvez aos olhos de algumas pessoas esse tema pareça difícil de ser digerido, pelo fato de...

Sentimento de inutilidade

Escrito por Judite Alves
Sentimento de inutilidade

Uma senhora, de mais de 70 anos, pediu para ser atendida por mim por estes dias, mas ela n...

Estágios de intimidade com Cristo

Escrito por Judite Alves
Estágios de intimidade com Cristo

Após o momento da salvação, um caminho se abre para o crente no relacionamento com Deus. O...

Ser Grata é ser Cheia de Deus

Escrito por Judite Alves
Ser Grata é ser Cheia de Deus

A gratidão é o senso de felicidade e satisfação em respostas ao recebimento de um presente...

Cuidado! Não se envolva em Fake New...

Escrito por Judite Alves
Cuidado! Não se envolva em Fake News

Nunca, em toda a história, vivemos um tempo de tanto engano. O advento da tecnologia abriu...

De Volta ao Lar

Escrito por Judite Alves
De Volta ao Lar

Os dias de hoje são dias de muita apreensão, expectativa e incerteza para alguns; de perda...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2021 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.