Judite Maria da Silva Alves

Professora e terapeuta familiar; casada com o Pr.Ailton José Alves (presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco); mãe de três filhos (casados), e avó de quatro netos. Apresenta diariamente, há mais de dez anos, o programa “A mulher e seus desafios” pela Rede Brasil de Comunicação. Lidera o trabalho de Círculo de Oração em todo o estado de Pernambuco e coordena as atividades sociais da IEADPE, que mantém oito Centros de Desenvolvimento Integral Vida em várias comunidades carentes na Região Metropolitana do Recife, onde são atendidas mais de 4 mil crianças.

Um exercício eficaz: a piedade

Queridas, estive pensando nestes dias e avaliando como me saí no que diz respeito ao cuidado com o meu corpo: este invólucro que leva minha alma e meu espírito. É importante cuidarmos da saúde e do bem-estar físico, mental e espiritual. A Bíblia diz: “Tem cuidado de ti mesmo” (1 Tm 4.16). 

Quando nos cuidamos, ficamos aptas a cuidar da nossa família, do trabalho e, assim, tudo quanto chegar à nossa mão, faremos com dedicação e esmero.

Assim como exercitamos o corpo físico para rendermos melhor, praticando exercícios aeróbicos, caminhadas, pilates, entre outros, a Bíblia nos indica outro exercício que, comparado aos que mencionei, é muito mais eficaz. É o exercício essencial para todo cristão: o exercício da piedade. Não há disputa entre aquele e este, pois ambos são proveitosos, mas a piedade tem maior resultado. 

Observe o que Paulo diz: "O exercício físico é de pouco proveito; a piedade, porém, para tudo é proveitosa, porque tem promessa tanto para a vida presente quanto para a futura" (1 Timóteo 4.8). É significativo, num primeiro momento, saber que a Bíblia não condena o cuidado que devemos ter com o corpo, o que é totalmente diferente do culto ao corpo, vivendo uma vida que agrade a Deus de maneira completa, sensata e equilibrada, seguindo o que o apóstolo Paulo exortou aos tessalonicenses: “O mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e o vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso SENHOR Jesus Cristo” (1 Ts 5.23). Que maravilha! Esta deve ser nossa meta.

Mas, por que devemos nos exercitar na piedade? O exercício da piedade nos faz crescer em Deus (1 Tm 4.8). Quando nos exercitamos na piedade, nosso caráter é moldado e somos guiadas pelo Espírito Santo. O exercício físico fortalece músculos e articulações, mas seus benefícios param por aí, ou seja, se concentram no corpo. No entanto, a piedade para “‭‭tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir.” São bençãos tanto na vida presente, no nosso dia a dia, quanto na eternidade. Aleluia!

Wilian Hendriksen explica essa passagem: “O exercício físico, no melhor dos casos, promove a saúde, o vigor, a beleza física. Estas coisas são maravilhosas e devem ser apreciadas, a piedade, porém, promove a vida eterna”. E acrescenta: “a esfera em que o exercício físico é de proveito, é muito mais restrita do que aquela em que a vida eterna concede sua recompensa”. 

Esta disciplina exige de nós a iniciativa e a constância, não depende do professor, o Espírito Santo, mas de nós. O texto é preciso: “exercita-te a ti mesmo na piedade”. O querer tem que ser seu, a disponibilidade é inteiramente sua e o treino diz respeito só a você. Está disposta? 

Como podemos exercitar-nos na piedade? Da mesma forma que progredimos em santificação, progredimos também em piedade, pois ambos fazem parte do treino. Acho lindo o ensino do apóstolo Pedro que aprendeu a duras penas esse exercício! Ele escreve: “‭‭… e vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude, a ciência, e à ciência, a temperança, e à temperança, a paciência, e à paciência, a piedade, e à piedade, a fraternidade, e à fraternidade, o amor. Porque, se em vós houver e aumentarem estas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo” (2 Pedro 1.5-8). 

O exercício tem que ser diariamente, utilizando-nos dos meios da graça como a oração, a leitura da Palavra e a comunhão uns com outros. Pela oração, comunicamo-nos com o eterno. Pela leitura da Palavra, nossa mente se abre e, compreendemos o que Deus quer de nós, e, por fim, a comunhão uns com outros é imprescindível para o exercício da piedade, que acontece quando nos aproximamos de Deus, sentimos o cuidado dEle e, assim como somos cuidados, cuidamos dos outros. Beeke pontua que o progresso na piedade não é possível sem a igreja, pois a piedade é nutrida também pela comunhão dos santos.

Debaixo do senhorio de Jesus, prosseguimos estimulando nossos irmãos às boas obras, os dons do Espírito abundam entre nós e sem nenhuma dúvida passaremos às gerações vindouras esse legado. Até que Jesus volte, não faltarão piedosos na terra. Prossiga nesta disciplina, não desanime, siga em frente. Se ainda não começou a exercitar-se, comece agora! Um verdadeiro crente deve ter uma vida de disciplinas espirituais. Assim, todos verão que você caminha com Jesus!

Meu abraço!

 Judite Alves

*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

A necessidade da comparação: o mal...

Escrito por Judite Alves
A necessidade da comparação: o mal dos nossos dias

Estamos vivendo uma era de grande confusão mental em todo mundo, pelo fato de que as redes...

Um exercício eficaz: a piedade

Escrito por Judite Alves
Um exercício eficaz: a piedade

Queridas, estive pensando nestes dias e avaliando como me saí no que diz respeito ao cuida...

Você ou Deus no controle?

Escrito por Judite Alves
Você ou Deus no controle?

Mais um ano termina. Passamos os doze meses do ano de 2023 confiantes nas promessas de Deu...

O Reparador Divino

Escrito por Judite Alves
O Reparador Divino

A palavra reparar, no dicionário, é um verbo ou uma ação que significa, refazer, recompor,...

O preço de ser verdadeiro

Escrito por Judite Alves
O preço de ser verdadeiro

Ser verdadeiro. Este é um grande desafio em mundo mergulhado em notícias falsas, relaciona...

O poder da influência 

Escrito por Judite Alves
O poder da influência 

O mundo está confuso, sem paradigmas e sem referenciais, sem firmeza e sem determinação. O...

Vitória no mundo pós moderno

Escrito por Judite Alves
Vitória no mundo pós moderno

“Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo". (João 16.33)...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2024 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.