Missões na Polônia 

Missões está no coração de Deus! E quando falamos em Missões no exterior, o desafio é ainda maior. Aprender uma nova língua, conhecer outra cultura e enfrentar as lutas diárias para que o Evangelho seja pregado são algumas atribuições que quem aceita fazer Missões transculturais vai enfrentar. 

A missionária Anna Paula Peres da Silva Coutinho Wlizlo, 37 anos, entende muito bem disso. Há 13 anos, ela atendeu ao convite do Senhor, mas o chamado foi revelado aos três anos de idade. “Eu estava na igreja e meu pai era líder, maestro do coral e da orquestra do grupo jovem, e estava regendo o coral. Como eu gostava de imitá-lo estava ao seu lado regendo também. Quando o coral terminou de cantar, Deus usou uma irmã – que era de São Paulo e nos visitava naquele evento – dizendo aos meus pais para cuidarem muito bem de mim, porque Deus me levaria a um país muito distante, onde ganharia muitas almas para Cristo”, lembra. 

E o que aquela menina não sabia era que Deus já tinha traçado toda sua história na Polônia, país da Europa, distante da sua nacionalidade, que era o Brasil, conforme disse na profecia. Hoje, Anna é casada com o pastor Artur Wlizlo, 43, é mãe de Febe Wlizlo e Tymoteusz Jorge Wlizlo e são os fundadores da única igreja evangélica da cidade, Igreja Missionária Assembleia de Deus em Piaseczno (em polonês, KOŚCIÓŁ MYSYJNY ZGROMADZENIE BOŻE W PIASECZNIE). 

A missionária é leitora assídua do site Mulher Cristã e sempre que pode, traduz alguns dos artigos publicados no site para o polonês, a fim de compartilhar com as mulheres que são nativas de lá. Essa é uma das formas de Deus alargar as tendas e o site alcançar outras nações. Para glória de Deus! Em entrevista ao nosso site, a missionária falou do seu chamado, os desafios do dia a dia, a experiência de compartilhar os nossos artigos e ainda deixou uma palavra para todas nós. Confira!

Como aceitou a Cristo?
Eu venho de uma família tradicional assembleiana e sou a quarta geração de evangélicos na minha família. Aceitei a Jesus aos 5 anos no culto infantil e aos 10 fui batizada com o Espírito Santo.

familia da missionariaHá quanto tempo você é missionária e como a Polônia surgiu no seu coração?
Sou missionária há 13 anos. Nunca imaginei vir para Polônia, Deus me trouxe a este país de forma muito interessante... Em 2002, meu pai enviou um missionário para cidade de Cracóvia, Polônia. Mais tarde esse missionário foi trabalhar na cidade de Bialystok e meu pai, em uma visita missionária a esta cidade, conheceu um pastor chamado Tómeque, que o convidou a ir à cidade chamada Werbkowice que possuía uma Igreja que precisava de um pastor. Chegando ali ele conheceu os irmãos daquela Igreja e confirmou aquela necessidade do pastoreio. Prontamente, meu pai atendeu ao pedido e enviou o missionário de Bialystok para Werbkowice. Depois de algumas viagens do meu a pai à Werbkowice, conheceu um jovem que gostaria de se comunicar com jovens brasileiros. Meu pai prontamente deu o meu endereço e telefone ao jovem para assim entrar em contato com jovens brasileiros e começamos a conversar. Deus já estava trabalhando antecipadamente para manter a obra missionária que Deus havia dada em visão ao meu pai. Passando alguns anos, casei-me com este jovem, Artur, e fui morar na Polônia, assumindo o trabalho de evangelização nesta cidade, porque o missionário que havia sido colocado pelo meu pai tinha ido para outro ministério. 

Sabemos que todo trabalho de Missões é espinhoso. Como é o trabalho na Polônia?
Sim, aqui é muito espinhoso. 98% da população é Católica Romana. Existem mais de 500 cidades na Polônia que não tem nenhuma Igreja Evangélica. A igreja evangélica é considerada seita e os padres advertem a terem cuidado conosco. Quando as pessoas aceitam a Jesus, elas são chamadas de traidoras e sofrem rejeições por parte dos familiares e amigos. O nosso trabalho é implantação de igrejas nativas, onde não existe nenhuma igreja evangélica, formação de obreiros, discipulado, libertação de jovens, crianças e, principalmente, mulheres. E pela graça de Deus, formamos um ministério de Mulheres que se chama DZIELNE KOBIETY (Mulheres Valentes) que tem alguns objetivos: cuidar, educar e habilitar mulheres polonesas para o Reino de Deus. Nesse ministério ensinamos as mulheres a terem uma vida espiritual forte, serem boas esposas, mães, donas de casa, terem uma vida profissional de sucesso e também ajudarem ao próximo.

Quais são os desafios que você enfrenta neste campo missionário? 
O maior desafio é o cultural. Desde o início, a Polônia é um país marcado por muitas guerras, opressões e morte. Por 100 anos ela ficou fora do mapa, depois foi oprimida pelos nazistas na Segunda Guerra Mundial. Muito se fala sobre os judeus, mas também muitos poloneses sofreram e morreram em campos de concentração nazista. Por último, aumentando o sofrimento deste povo, veio a união soviética com o comunismo controlando e humilhando a nação polonesa. Todos esses acontecimentos contribuíram muito na formação do caráter e na mentalidade do povo polonês, criando assim no povo, um espírito de tristeza, insubmissão, vaidade e divisão. Existe um ditado polonês assim: “Onde tem três poloneses, tem quatro opiniões”. 

Essa mentalidade dificulta muito o nosso trabalho e o crescimento da igreja na Polônia. Os poloneses são muito divididos entre si, tem dificuldades de se submeterem a Palavra de Deus e a liderança eclesiástica. Outra coisa muito importante é a existência de um espírito de depressão muito grande aqui que opera na mente das pessoas. Portanto, além de ensinar a Palavra de Deus, é preciso muito acompanhamento, oração e jejum para que o Espírito Santo possa agir livremente. O missionário precisa constantemente confrontar, fortificar e convencê-los, através da instrumentalidade do Espírito Santo, às verdades bíblicas. Em suma, é preciso muita determinação, paciência, força, convicção do seu chamado e, acima de tudo, fé que Deus completara a boa obra, porque o trabalho é de longo prazo e os frutos são bem poucos.

Quais são as dificuldades que você ainda tem nesta missão? 
Temos muitas dificuldades. A primeira dificuldade determinante é o idioma que é muito difícil e exige do missionário, oração, muita dedicação e aperfeiçoamento. Sempre temos que estudar, se não estaremos passivos a regredir. A igreja é 100% nativa. Trabalhamos muito com traduções de materiais cristãos didáticos em português para o polonês. Aqui na Polônia é muito pobre de materiais didáticos evangélicos. A segunda dificuldade é a perseguição por parte dos crentes rebeldes (desigrejados) que vem de outras denominações cheios de heresias, altivez, não assimilam a doutrina da igreja e ainda dão mal testemunho para os novos convertidos. E a terceira são os recursos financeiros. 

anna e as mulheresComo você mesma disse em traduções, ficamos sabendo sobre a sua prática em traduzir alguns dos artigos do nosso site Mulher Cristã para o polonês. Além de sermos gratos a Deus e a você por esse gesto, gostaríamos de saber como surgiu essa ideia e como é feito esse trabalho? 
Sou leitora do site e acho esses artigos de grande importância para todas nós, mulheres cristãs. E como eu trabalho direto com as polonesas no projeto Mulheres Valentes, vejo a necessidade delas nesta área e traduzo alguns artigos, por exemplo, da Elaine Cruz, Judite Alves e da seção Vida Cristã. Depois compartilho esse texto no grupo de WhatsApp do próprio ministério. Tenho visto que elas estão gostando muito e assim estamos cumprindo um dos nossos propósitos que é elevar a autoestima delas, ensinar o que é ética cristã e o papel da mulher cristã no mundo. Creio que esses artigos estão edificando muito a vida das polonesas.

Tenho certeza de que ao longo dos anos, você tem muitos testemunhos para contar. Mas conte para nós um que tenha te marcado e por quê? 
Um testemunho que marcou muito a minha vida foi de uma garotinha chamada Diana. Na primeira onda do COVID-19, o casal Sirguei e Julia conheceram a nossa igreja pela internet e foram muito abençoados com as pregações. Quando a igreja voltou a funcionar normalmente eles vieram até a nossa igreja com a sua filhinha Diana, de 7 anos, que sofre de câncer no cérebro. Diana já tinha passado por três operações e quimioterapia, somente faltando, o último tratamento de radioterapia. Isso, devido ser o pior tratamento e poderia deixar gravíssimas sequelas na menina, como por exemplo:  perder a visão, queda de cabelo, hemorragia ou ficar em estado vegetativo, por isso, os médicos o deixou para o final. 

familia testemunhoOs pais da Daiana, após assistir o trabalho da Igreja pela internet, nos procuraram desesperados. Ficamos muito comovidos com a situação da menina, entretanto, começamos uma campanha de oração e jejum pela cura dela e notificamos o fato às Igrejas brasileiras para que se unisse a nós neste propósito. Amados, fizemos uma campanha durante um mês, com oração e jejum para que Deus operasse um milagre na vida da menina e não precisasse ser submetida à agressividade do tratamento de radioterapia. Depois de um mês, estávamos convictos que Deus tinha operado um milagre na vida dela, inclusive, recebemos ajuda financeira do Brasil para pagar um novo exame para constatar a cura da menina. Todavia, quando o resultado do exame chegou, ficamos surpresos, o tumor estava maior ainda. Foi algo muito arrasador para nós. Todos nós ficamos frustrados com o resultado. Os pais da menina ficaram arrasados e o pior de tudo, é que não sabíamos o que falar para eles. Foi então que o Espírito Santo nos deu sabedoria e dissemos para os pais que Deus é Soberano e todas as coisas estão sobre o controle Dele. Muitas vezes não entendemos o agir de Deus, mais, mesmo assim, devemos confiar. Se Deus não a curou, significa que Deus quer que ela vá para o Hospital e seja submetida à continuação do tratamento, mesmo sendo agressivo e doloroso. Cremos que tudo tem um propósito de Deus. E, assim foi realizado, os pais foram para o hospital, assinaram toda a documentação se responsabilizando sobre o que poderia acontecer com Diana. O Tratamento durou um mês e, nesse período de um mês de tratamento, a menina evangelizou o hospital todo, orou pelas crianças enfermas e, pela misericórdia de Deus e Sua graça infinita, nada aconteceu com ela, não perdeu um fio de cabelo. Louvado Seja o nome do Senhor! 
Através da presença dela no hospital, Deus abriu a porta para que a nossa igreja fizesse um trabalho eficaz de evangelização e distribuísse presentes de Natal para todas as crianças com câncer. O Hospital até nos concedeu um Certificado em forma agradecimento pelo trabalho prestado. Hoje para honra e Glória do Senhor Jesus o câncer de Diana está regredindo! Ninguém explica Deus!

Deixa uma mensagem para todas as mulheres cristãs que têm um chamado de Deus.
“Cessaram as aldeias em Israel, cessaram até que eu Débora, me levantei por mãe em Israel me levantei.” Jz 5.7 Quando Deus nos coloca em um país, em uma região ou em uma cidade é porque ele tem um propósito a realizar em nós e através de nós. Então, não devemos temer e nem desanimar diante das circunstâncias e adversidades que acompanham o nosso chamado. Ao contrário, devemos lembrar que o EU SOU está conosco e sempre capacita aquele a quem Ele chama. Que o mesmo Espírito Santo que atuou na vida de Débora, uma mulher simples, fazendo dela uma mulher sábia, guerreira, juíza, profetiza e mãe de Israel, atue em nossas vidas nos dando intrepidez, força, graça, alegria, unção, poder e autoridade para conquistar as nações por herança e cumprir tudo aquilo que Deus tem preparado para nós.

Por Luciene Saviolli

Programação especial para mulheres...

Escrito por Mulher Cristã
Programação especial para mulheres e jovens durante a 45ª AGO

Na manhã de quinta-feira (21), as irmãs da UNEMAD e os Jovens tiveram uma programação simu...

Damares Alves participa do primeiro...

Escrito por Mulher Cristã
Damares Alves participa do primeiro culto da UNEMAD na 45ª AGO em Cuiabá

Mais de 700 mulheres de diversos estados do Brasil se reuniram na manhã desta quarta-feira...

Recife celebra 80 Anos do Círculo d...

Escrito por Mulher Cristã
Recife celebra 80 Anos do Círculo de Oração

“Jesus Cristo é o mesmo ontem e hoje e eternamente” Hebreus 13. 8  Com essa temática,...

Mulheres transformadas por Deus

Escrito por Mulher Cristã
Mulheres transformadas por Deus

O evento anual das mulheres da Igreja Assembleia de Deus, em Bonsucesso (RJ) voltou após d...

Recife celebra 80 anos do primeiro...

Escrito por Mulher Cristã
Recife celebra 80 anos do primeiro Círculo de Oração, nascido em Casa Amarela

Nossa entrevistada nesta edição é a irmã Judite Maria da Silva Alves. Ela é professora e t...

80 anos do Círculo de Oração em PE

Escrito por Mulher Cristã
80 anos do Círculo de Oração em PE

Pernambucanas criaram 1º Círculo de Oração do país em bairro de Recife  Corria o ano...

Saiu novo single e clipe de Sumara...

Escrito por Mulher Cristã
Saiu novo single e clipe de Sumara Santos 

O mês de outubro iniciou com esta novidade! Nesta sexta-feira (01/10), a adoradora Sumara...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2022 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.