Judite Maria da Silva Alves

Professora e terapeuta familiar; casada com o Pr.Ailton José Alves (presidente da Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Pernambuco); mãe de três filhos (casados), e avó de quatro netos. Apresenta diariamente, há mais de dez anos, o programa “A mulher e seus desafios” pela Rede Brasil de Comunicação. Lidera o trabalho de Círculo de Oração em todo o estado de Pernambuco e coordena as atividades sociais da IEADPE, que mantém oito Centros de Desenvolvimento Integral Vida em várias comunidades carentes na Região Metropolitana do Recife, onde são atendidas mais de 4 mil crianças.

Quero restaurar meu casamento, o que devo fazer?

Esta foi uma pergunta feita por alguém que chorava copiosamente porque não sabia como lidar com os problemas do dia a dia, mormente com o temperamento do marido. Ao ouvir aquela voz em desespero, marquei com ela um encontro para uma sessão de aconselhamento e até mesmo para que ela se sentisse acolhida naquele momento.

Fiz uma ligeira oração para despedi-la e disse-lhe: “Você não está sozinha. Conte primeiro com Deus e depois comigo. Estamos juntas nesta luta, acredite!”

Passados dois dias, nos encontramos e aquela mulher ao chegar foi recepcionada por mim com um abraço e uma pergunta: “Você está bem? Como passou esses dias?” “Pensativa, para uma tomada de decisão”, respondeu a amargurada senhora. Juntas, lemos 1 Coríntios 13.1-8. Dei-lhe tempo para falar de suas dores e inquietações. Disse-me que estava cansada de não ser compreendida, e que não havia mais diálogos, somente discussões. “Estou cansada da vida”, disse ela. “Pensei em mim, então achei interessante dar um tempo, sair do relacionamento, pois se não há entendimento por que continuar?” 

Inquiri como era a comunicação, ao que ela respondeu: “Confusa como a da Torre de Babel”. “Como assim?”, questionei. “Ninguém entende ninguém”.

Foi então que me lembrei de uma história que contava sobre os gansos. Quando o ganso voa batendo suas asas em formação de V, cria um vácuo para a ave que quiser passar. Quando estão em bando, têm um desempenho melhor do que quando voa sozinho. “Será que não vem à sua mente alguma passagem bíblica que corrobora essa verdade?”, questionei aquela irmã. “Sim”, assentiu. “Lembro-me de que em algum lugar está escrito: ‘um ao outro ajudou e ao seu companheiro disse esforça-te’” (Este versículo está em Isaías 41.6). Eu a felicitei por conhecer um pouco a Palavra e orientei a que esquecesse naquele momento a decisão que planejara tomar. 

Algumas referências bíblicas povoaram a minha mente. A Bíblia diz: “É melhor serem dois do que um, porque tem melhor paga o seu trabalho. Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante. Também se dois dormirem juntos, eles se aquentarão; mas um só como se aquentará? E, se alguém quiser prevalecer contra um, os dois lhe resistirão; e o cordão de três dobras não se quebra tão depressa” (Eclesiastes 4.9-12). A linda senhora respondeu que nunca ouvira aquelas palavras. “O momento foi esse”, respondi-lhe. Se Deus dá sabedoria aos gansos para dar espaço, ajudar e proteger ao outro e a nós? Quando o ganso líder cansa, o que está ao seu lado o protege assumindo o seu lugar.

Quantas vezes o marido cansa e encontra em nós não uma ajuda, mas um fardo! Ah, minhas irmãs, que não sejamos assim, mas como a mulher virtuosa e as virtudes que estão em Provérbios 31.10-31.

Outra característica dos gansos é que os que voam atrás grasnam para motivar os que estão na frente para não perder a motivação e velocidade do voo. Também quando um adoece não é abandonado, um ou dois saem do bando e voam de acordo com o ritmo do doente para que ele se sinta cuidado e protegido. Quando percebem que as coisas voltaram ao normal, eles continuam seu caminho.

Talvez você esteja cansada no seu relacionamento, e sempre tendemos a baixar as armas porque nos sentimos sem força. Isaías 40.30-31 pode lhe ser útil neste momento. Comece a voar em V e dê oportunidade a quem está do seu lado para se expressar, voar na mesma direção. Não sufoque, mas apoie.

Voe numa mesma direção, tenha o mesmo objetivo.

Receba ajuda e esteja aberta a receber ajuda. Lembre-se do que diz a Palavra: “Um ao outro ajudou e a seu companheiro disse: Esforça-te.’”

Espera no Senhor e sinta suas forças renovadas e o seu coração fortalecido (Salmo 27.14). Aquela senhora mudou seus pensamentos e concomitante seu comportamento. Ela foi vencedora e com você não será diferente. Voe dando espaço para o outro, desta maneira se salvara você e os que vêm atrás.

Que o Senhor te dê discernimento em tudo.

Meu abraço,

 Judite Alves

*A CPAD não se responsabiliza pelas opiniões, ideias e conceitos emitidos nos textos publicados nesta seção, por serem de inteira responsabilidade de sua(s) autora(s).

Contemplação está em desuso?

Escrito por Judite Alves
Contemplação está em desuso?

“Desvenda os meus olhos, para que eu contemple as maravilhas da tua lei”. Salmos 119.18 A...

Seja uma mulher de coragem

Escrito por Judite Alves
Seja uma mulher de coragem

Vivemos num tempo considerado tempo do esgotamento, do medo e do cansaço, como escreveu o...

A necessidade da comparação: o mal...

Escrito por Judite Alves
A necessidade da comparação: o mal dos nossos dias

Estamos vivendo uma era de grande confusão mental em todo mundo, pelo fato de que as redes...

Um exercício eficaz: a piedade

Escrito por Judite Alves
Um exercício eficaz: a piedade

Queridas, estive pensando nestes dias e avaliando como me saí no que diz respeito ao cuida...

Você ou Deus no controle?

Escrito por Judite Alves
Você ou Deus no controle?

Mais um ano termina. Passamos os doze meses do ano de 2023 confiantes nas promessas de Deu...

O Reparador Divino

Escrito por Judite Alves
O Reparador Divino

A palavra reparar, no dicionário, é um verbo ou uma ação que significa, refazer, recompor,...

O preço de ser verdadeiro

Escrito por Judite Alves
O preço de ser verdadeiro

Ser verdadeiro. Este é um grande desafio em mundo mergulhado em notícias falsas, relaciona...

 

 

SOBRE


Com o objetivo de ajudar as mulheres cristãs da atualidade, a CPAD prepara um presente especial para elas: o site de conteúdos Mulher Cristã. O novo espaço feminino vem repleto de conteúdos inéditos, sempre com temas voltados para as mulheres cristãs de nossos dias.

©2024 CPAD: Av Brasil 34.401 - Bangu - Rio de Janeiro - CEP: 21852-002 - Brasil - CNPJ 33.608.332/0001-02. Designed by CPAD.